Sábado, 19 de Agosto de 2017 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Premier e Vivacord realizam inauguração afetiva da Praça Amiga do Idoso
Ruam Oliveira, OBORÉ / Hospital Premier
  12/04/2017

O último sábado, 8 de abril, foi palco da inauguração afetiva da Praça Amiga do Idoso, em frente ao Hospital Premier, na Av. Jurubatuba, em São Paulo. O evento reuniu a equipe multiprofissional do Premier, representantes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e integrantes da diretoria da Associação de Moradores de Vila Cordeiro (VIVACORD), uma das entidades idealizadoras do evento.

Esta inauguração teve também como um de seus objetivos homenagear a ex-presidente da Vivacord Dona Maria Berta Mendes Gabriel, uma das grandes entusiastas na efetivação deste projeto de Praça e que em abril de 2017 completaria setenta e dois anos de vida. Para honrar a memória da ex-presidente da associação, 72 mudas foram plantadas na Praça que levará o seu nome. Natasha e Regis Mendes Gabriel, filhos de Dona Berta estiveram presentes.

Atualmente Regis é o segundo secretário da diretoria da Vivacord e deu destaque para a criação de espaços de convívio que possibilitem melhorias na qualidade de vida dos moradores. “Há mais de quinze anos minha mãe ajudou a formar um grupo de voluntários moradores que vêm lutando por uma melhor qualidade de vida nos bairros. O bairro aqui vem sofrendo impactos da operação urbana “Água Espraiada”, que visa alterar características do bairro. Foram vendidos nos quarteirões junto a Av. Agua espraiada e Av. Jurubatuba um potencial construtivo, construções verticais, que arrecadam bilhões. Mas até o momento, mesmo após quinze anos, não houve uma contrapartida da prefeitura para que fosse feita uma via local para proteção do bairro”, disse.

A praça ocupa hoje um espaço onde anteriormente era uma das vias da Avenida Jurubatuba e faz parte de um projeto desenvolvido pelos moradores do bairro, a Vivacord e integrantes do Hospital Premier. Com apoio do vereador Gilberto Natalini – atual secretário do verde e meio ambiente – que conseguiu R$ 250 mil em verbas via aprovação de nova Emenda Parlamentar ao Orçamento da Prefeitura, o local idealizado para servir como ponto de convívio social saiu do papel.

“O secretário Gilberto Natalini sempre se esforçou muito para que a sociedade estivesse trabalhando com o parlamento e com as autoridades de governo, que ela participasse do desenho da cidade. Ele acha que ela [a sociedade] não só tem o direito como também a competência única de indicar para a administração pública o que de melhor tem de ser feito em cada bairro”, disse o arquiteto Sérgio Saraiva Martins, representante da secretaria do verde e meio ambiente. Na ocasião, devido a compromissos de gabinete, o secretário Gilberto Natalini não pode comparecer ao evento. No entanto, Sérgio Saraiva destacou que a pasta defende que o bairro [os moradores] discuta a cidade e tenha suas demandas ouvidas pelo governo, principalmente porque “algumas ideias só poderiam ser apresentadas por moradores”.

“Até hoje não temos a clareza se há uma outra rua na cidade de São Paulo que tenha virado uma praça como essa. Tiramos os carros das ruas e colocamos as pessoas para andarem nela e isso foi uma vitória de cidadania”, disse o atual presidente da Vivacord Marcos Smetana. Ele reforçou o quanto é importante que as diferentes iniciativas e instituições do bairro estejam sempre em diálogo, para que este tipo de projeto possa acontecer mais vezes.
 
Criando uma rede de cuidados

Durante o evento, tendas com música, frutas e atendimento médico foram montadas. Um espaço para medição de glicemia, pressão arterial e frequência cardíaca foi disposto para que os moradores pudessem ser examinados pela equipe de saúde do Premier, que também aplicou questionário sobre saúde auto percebida e solidão.

“Acho bom esse tipo de evento, porque na maioria das vezes cuidamos dos outros e esquecemos de cuidar de nós mesmos. Então quando tem algo assim é sempre bom porque a gente aproveita para saber se está tudo bem mesmo”, disse a cuidadora Neusa Andrade Silva, de 71 anos.

A Dra. Angélica Yamaguchi, médica no Hospital Premier, disse que a inauguração afetiva também serviu como uma forma de tirar as pessoas de casa e tornar a rua mais cheia de gente. Ela aponta que uma das intenções futuras é criar uma rede de cuidados no bairro, com intervenções coletivas que não necessariamente precisem de cuidado medicamentoso. “Grande parte da melhoria da qualidade de vida depende de ações simples, educativas, de nível social e que tenham sentido de vida. Esse tipo de ação pode mudar muito a vida das pessoas, mais do que antidepressivos e outros remédios”, disse Yamaguchi.

Dona Berta Mendes e sua relação com o bairro

Dona Berta Mendes Gabriel foi presidente e uma das fundadoras da Associação de Moradores de Vila Cordeiro, a Vivacord, e também uma das idealizadoras da Praça Amiga do Idoso e entusiasta da sociabilização e uso coletivo das ruas sem saída ao lado do Hospital. O assessor da superintendência do Premier, Sérgio Gomes, que acompanhou o projeto da Praça desde seu nascimento, leu uma carta aberta contando um pouco sobre as ideias dela.

“Éramos uns 20. E entre todos, destacou-se Dona Berta como Presidente da Vivacord. Era uma sexta-feira. Na saída, eu a acompanhei até o cruzamento da Avenida Jurubatuba com a Roque Petrella quando me concedeu entrevista gravada com uma filmadora que me foi roubada dias depois contendo sua imagem e falas. Ela apontava para aquele beco enorme, congestionado de camionetas e caminhões, onde se fazia o transbordo clandestino de materiais recolhidos na coleta seletiva do bairro . ‘- Eu gostaria muito que essa área viesse a ser uma rua de lazer. Espaço de recreio para as crianças da EMEF José Dias da Silveira e Academia de Idosos. Um lugar arborizado, agradável, com bancos e mesas para piquenique’. Dois dias depois, recebemos o choque da notícia do seu falecimento. Desde então, muita coisa mudou por aqui”, relembrou o jornalista.

“Uma das mais simples e tenazes alegrias da minha mãe eram as plantas que ela gostava, então ver esse plantio de hoje vai ser de muita felicidade para nós”, disse o filho de Dona Berta, Régis.

O contador aposentado Vivaldo Marinho de Gouveia, passou pelas tendas de atendimento e medição de glicemia e apontou que “Berta ficaria muito realizada com tudo isto aqui”. Ex-integrante da diretoria da Vivacord, Vivaldo disse que trabalhou com Dona Berta e “que ela sempre defendeu muito os interesses do bairro” e se sente feliz em vê-la homenageada. 

LEIA A CARTA ABERTA NA ÍNTEGRA AQUI
 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online